DEDETIZAÇÃO DE PULGAS NO BAIRRO VILA VERMELHA, SERVIÇOS DE DEDETIZAÇÃO DE PULGAS NO BAIRRO VILA VERMELHA, DEDETIZAÇÃO DE PULGAS EM SÃO PAULO, 

Pulgas são insetos pequenos, sem asas, com pernas longas, de corpo marrom escuro e achatado, coberto por placas. São excelentes saltadoras, podendo saltar aproximadamente dezoito centímetros na vertical e trinta e três na horizontal; e muito resistentes, graças à presença de placas na superfície de seu corpo. Existem mais de 3000 espécies espalhadas em todo o mundo, exceto na Antártida.

Pulgas adultas podem ficar meses sem se alimentar, permitindo com que sobrevivam por muito tempo, mesmo quando a oferta nutricional se presenta escassa. Muitas delas se alimentam de sangue de mamíferos e aves, graças às peças bucais adaptadas para perfurar e sugar: são ectoparasitas

Cada fêmea pode liberar cerca de 500 ovos; e estes são lançados fora do corpo do hospedeiro, em ninhos, covas, solo, e até em carpetes e frestas de pisos. Deles, em aproximadamente doze dias, saem larvas. Elas se alimentam de dejetos, restos de pele e outros resíduos, e passam por três estágios, nos quais ocorrem trocas de pele. Depois, formam casulos, se transformam em pupas e, após este estágio, adquirem forma adulta.

Pulgas podem provocar “bicho de pé” e também causar doenças, sendo estas relacionadas ao seu hábito alimentar. Como ovos de tênias fazem parte do cardápio das larvas, estas podem ser hospedeiras de tal verme, transmitindo-o a outros animais. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando animais de estimação lambem as feridas provocadas pela pulga, ingerindo o inseto contaminado; e no caso de seres humanos, ao brincar com o pet e, acidentalmente, ingerir uma ou mais pulgas contendo o parasita. Já a peste bubônica e o tifo murino são transmitidos através da picada da pulga; e este ato, ou mesmo o contato direto com o inseto em questão, pode provocar alergias.

 

Considerando os transtornos que pulgas tendem a provocar, existem inúmeras formas de eliminar tais animais. O uso de reguladores de crescimento, inibidores de desenvolvimento, pesticidas, produtos veterinários específicos para os animais de estimação e repelentes são alguns deles. É importante conversar com um veterinário, zootecnia a ou mesmo com profissional de dedetização para analisar qual é a medida mais adequada ao seu caso específico, e como proceder.

 

Como nem sempre possui baixo custo, e em alguns casos o tratamento não é eficaz em longo prazo, prevenir a infestação de pulgas pode ser uma medida mais eficaz. Assim, cuidar da higiene de seu animal de estimação, limpando o local onde ele dorme, e também lavando seus objetos uma vez por semana; eliminar frestas do piso, aspirar frequentemente carpetes e tapetes, podar a grama e manter a manutenção do jardim em dia; são medidas muito eficazes.

 


Compartilhe !!